Allia | Qual a importância da segurança patrimonial?
646
post-template-default,single,single-post,postid-646,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-16.8,qode-theme-bridge,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.2,vc_responsive
 

Qual a importância da segurança patrimonial?

Qual a importância da segurança patrimonial?

Qual a importância da segurança patrimonial?

Segurança é pauta corriqueira em qualquer conversa. Furtos, roubos, violência gratuita são cada vez mais comuns, basta ver as notícias nos jornais e televisão.

Todo esse problema traz à tona a preocupação com a segurança patrimonial, que vem sendo priorizada para coibir a violência e garantir a proteção necessária.

Segurança patrimonial: o que é?

É um conjunto de medidas de prevenção para assegurar que as perdas patrimoniais das empresas sejam evitadas ou reduzidas. Essas ações precisam ser integradas. O sistema antifurtos deve estar ligado a um bom controle de portaria, para que toda a estrutura seja protegida.

A segurança patrimonial preserva os interesses da organização como um todo, desde o bem físico, passando pelos recursos humanos e financeiros. Com base nesses pontos, é possível identificar a relevância deste serviço.

Segurança patrimonial: qual a importância?

É de extrema importância para preservar a saúde da organização. Protege além dos bens materiais, os funcionários. Quem presta serviço dentro da instituição também se sente seguro e isso está diretamente ligado à produtividade. Sem preocupações é mais fácil se concentrar no que realmente importa.

Com uma cobertura de qualidade, prestada por empresas especializadas em segurança patrimonial, é possível prevenir ou minimizar os resultados negativos de possíveis fatalidades. Assaltos, incêndios, entre outros fatores, prejudicam a produção e a credibilidade de qualquer empreendimento.

Na prática, deve cumprir funções básicas de prevenção. Algumas serão mais ou menos relevantes, dependendo do ramo do negócio. Os principais itens a serem atendidos são:

– Incêndios;

– Furtos internos e externos ou assaltos;

– Violação de sistemas informatizados;

– Acidentes, explosões e desabamentos;

– Sequestros de dirigentes ou de seus familiares;

– Atos de espionagem e concorrência desleal;

– Atos de terrorismo;

– Sabotagens e paralisações intencionais de processos;

– Chantagens;

– Greves violentas;

– Uso de álcool e drogas no ambiente de trabalho;

– Epidemias e contaminações coletivas.

Segurança patrimonial: como garantir?

Para saber a melhor forma de realizar o trabalho, é necessário fazer uma avaliação para identificar quais os pontos mais vulneráveis na rotina da organização. Só com esse parecer será possível apontar quais medidas precisam ser adotadas.

Dessa forma é preciso considerar basicamente os seguintes princípios: prevenção, inibição, capacidade de reação, treinamento, investimento, medidas, eficiência, integração, transparência e sigilo.

 

Gostou do texto? Contate a Allia Segurança Patrimonial e mantenha a sua empresa sempre protegida. Acesse nosso site e conheça nosso trabalho!

 

Leia também: Segurança armada: mais tranquilidade para a sua empresa

 

No Comments

Post A Comment